Folga e Férias
Tendência

Como funciona a licença casamento, segundo a CLT

Conheça algumas regras sobre folga de casamento de acordo com a legislação brasileira!

O matrimônio é um marco especial na vida de uma pessoa e é natural que muita gente tenha dúvidas sobre como funciona a licença casamento.

E tal incerteza se dá em razão de que o ideal para uma situação como essa é tirar folga para comemorar e aproveitar esse evento tão importante.

Felizmente, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no Brasil reconhece essa necessidade e fornece orientações relacionadas à permissão de folga para casamento.

Como funciona a licença casamento: Imagem de voto matrimonial com close nas mãos dos noivos trocando alianças.
Crédito: Dawid Markiewicz – Como funciona a licença casamento, segundo a CLT!

Neste artigo, vamos explorar alguns aspectos da folga para o casamento, quem tem direito a ela, quantos dias a serem usufruídos e seu processo de solicitação.

Por isso, se você quer saber como funciona a folga para casamento, de acordo com as leis da CLT, continue com a gente para saber mais.

O que é e como funciona a licença casamento?

A licença casamento, também conhecida como licença gala, é um benefício previsto na CLT que permite aos colaboradores se afastarem do trabalho, sem prejuízo salarial.

Trata-se de um benefício que, basicamente, funciona como um período de descanso concedido aos noivos para que possam aproveitar a folga, curtindo um momento tão especial em suas vidas.

Logo, é importante ressaltar que, tirar folga por motivo de casamento, não se trata de um presente do empregador, mas sim de um direito garantido por lei.

Quem tem direito à licença de casamento?

Como funciona a licença casamento: Casal de viajantes alegres dando high-five no fundo amarelo.
Crédito: Prostock Studio – Licença-gala oferece pausa para aproveitar esse momento especial.

Podemos entender que, de acordo com a CLT, todas as pessoas que estão sob o regime de uma lei trabalhista como essa têm direito à licença para casamento.

Inclui-se aí colaboradores contratados em regime CLT, estagiários, servidores estatutários e trabalhadores terceirizados.

No entanto, vale ressaltar que, no caso de quem trabalha como estagiário, a lei para esse pessoal não faz menção específica sobre a licença casamento.

Mesmo assim, é recomendado que ela seja concedida ao funcionário(a) até para manter uma boa relação entre as partes envolvidas.

Quantos dias de folga posso tirar para licença casamento?

De acordo com o artigo 473 da CLT, o empregado tem direito a até três dias consecutivos de folga, sem prejuízo salarial, em virtude de casamento.

No entanto, vale salientar que o período de afastamento por motivo de casório, estipulado pela legislação trabalhista, é contínuo, ou seja, deve ser contado em dias úteis.

Logo, se o casamento ocorrer em um sábado, o domingo não será considerado como parte da licença. Quer dizer, o colaborador poderá tirar licença gala na segunda, terça e quarta-feira.

Mas, caso essa pessoa tenha os sábados como período normal do trabalho, esse dia também fará parte da folga casamento. Confira no vídeo abaixo, mais detalhes sobre como funciona a licença casamento:

COMO FUNCIONA A LICENÇA-CASAMENTO?

Prazo maior de licença casamento

Como mencionado no vídeo, o prazo da licença casamento pode ser maior dependendo da convenção coletiva da indústria. Algumas categorias, inclusive, podem prever afastamentos que vão além dos três dias, chegando a cinco ou sete dias de licença de casamento.

Portanto, é sempre importante consultar o sindicato da sua categoria para saber se há alguma regulamentação específica voltada ao setor em que você atua.

Como solicitar a folga de licença gala?

Ao contrário dos benefícios pertinente a folgas e férias, a CLT não estabelece regras específicas sobre como a solicitação da licença gala deve ser feita.

Do mesmo modo, é recomendado que o colaborador comunique a empresa com antecedência informando a data do casamento e sua intenção de tirar folga por motivo de matrimônio.

Inclusive, o ideal é fazer isso com pelo menos 30 dias de antecedência, para que a empresa possa se planejar e organizar a substituição durante o afastamento.

Requerimento

Ao fazer o requerimento, o colaborador deverá entrar em contato com o RH para entregar uma cópia da certidão de casamento assim que a tiver em mãos.

Por fim, o colaborador deve anexar essa certidão ao controle de ponto da empresa para justificar as faltas no período licença casamento.

Como funciona a licença casamento: Casal dirigindo na estrada rural.
Crédito: People Images – Em certas categorias, a licença de casamento pode superar três dias.

Licença para professores e funcionários públicos

No caso de professores, a CLT prevê um período maior de licença casamento. Segundo o artigo 320 da CLT, professores podem se ausentar de suas funções por até nove dias sem desconto na folha.

Já para quem atua no funcionalismo público, a licença casamento é de oito dias, conforme o artigo 97 da Lei nº 8.112 de 1990.

Terceirizados e a licença casamento

Quem atua como terceirizado, saiba que o prazo para a licença casamento é definido pela empresa ao qual esse colaborador está vinculado.

Geralmente, o período de afastamento para esses profissionais é de no máximo três dias. No entanto, é importante ressaltar que a empresa deve ter um profissional substituto durante todo o período de folga do colega que vai se casar.

Como funciona a licença casamento: Jovem professora sorridente em sala de aula do ensino fundamental.
Crédito: Wave Break Media – Professores têm direitos particulares relacionados à licença de casamento.

Conclusão

Neste artigo, pudemos ter uma ideia sobre como funciona a licença casamento, com destaque a alguns aspectos:

  • Benefício: garantido aos trabalhadores pela CLT;
  • Trabalhador Convencional: Permite o afastamento do trabalho por até 3 dias consecutivos, sem prejuízo salarial. O colaborador deve comunicar a empresa com antecedência sobre a data do enlace e fazer a solicitação da licença ao setor de RH.
  • Professores e Funcionários Públicos: têm direitos específicos quanto ao período licença casamento;
  • Terceirizados: devem consultar a empresa para saber o prazo de afastamento estabelecido.

Em caso de dúvidas ou problemas, o colaborador deve buscar orientação no sindicato da sua categoria ou nos órgãos responsáveis pela fiscalização trabalhista. E se você vai se casar e buscava por informações sobre como funciona a licença casamento, espero que este artigo tenha conseguido solucionar suas dúvidas.

No mais, desejamos a você um bom proveito desse momento especial e que, além disso, você consiga desfrutar da sua licença casamento garantida por lei.

Fontes: Oitchau, DCI, Ortep.

Erico Gomes

Aqui no dfolga.com a ideia é relaxar, se divertir e aproveitar cada momento com as melhores dicas sobre o que fazer no tempo livre. Além disso, nosso portal traz diversas atualizações que ensinam como turbinar os dias de folga sem nenhuma complicação!
0 0 votos
Classificação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Comentários embutidos
Ver todos os comentários
Botão Voltar ao topo
plugins premium WordPress
Fechar

Adblock detectado

Olá!Percebemos que você está usando um bloqueador de anúncios em nosso site. Embora entendamos que você queira ter uma experiência livre de anúncios, gostaríamos de lembrar que os anúncios são uma das principais fontes de receita que nos permitem continuar oferecendo conteúdo de qualidade gratuitamente. Ao desativar seu bloqueador de anúncios em nosso site, você nos ajuda a manter nossa operação funcionando e nos permite continuar oferecendo um serviço de qualidade a todos os nossos usuários.Agradecemos sua compreensão e apoio contínuo!