Passeios e Viagens
Tendência

Explore as 7 maravilhas do mundo moderno

Descubra como civilizações do passado influenciam o presente com os mais belos monumentos!

As maravilhas do mundo moderno são monumentos que representam a cultura, a história e a arte de diferentes civilizações ao longo dos séculos.

Estas obras-primas arquitetônicas são testemunhos da criatividade, da inovação e da persistência dos povos que as construíram.

Neste artigo, vamos conhecer mais sobre cada uma destas maravilhas, que fascinam milhões de visitantes todos os anos.

Então, vem com a gente entender segredos por trás destas magníficas construções. Bora lá?!

1. Grande muralha da China: jornada histórica e natural

Estendendo-se por mais de 20 mil quilômetros ao norte da China, a Grande Muralha é uma das obras mais ambiciosas e icônicas da humanidade.

Iniciada em 220 a.C. por Qin Shihuang, essa muralha não apenas protegia o império de invasões, como também simbolizava a capacidade humana de moldar a paisagem.

Para explorar essa incrível maravilha do mundo moderno, a melhor opção é partir de Pequim, acessível por ônibus, trem ou agências de turismo.

As estações mais recomendadas para passeios são primavera e outono, quando o clima ameno e a visibilidade clara proporcionam uma experiência mais agradável.

Maravilhas do mundo moderno: Grande Muralha com o brilho do sol durante o pôr-do-sol. Crédito: Zhudifeng.
Crédito: Zhudifeng – Grande muralha da China: uma jornada histórica e natural!

Entre os diversos trechos da muralha, o mais popular e bem conservado é Badaling, a cerca de 80 km ao norte de Pequim.

Lá, os visitantes podem caminhar pela muralha, admirando as torres de vigilância e as paisagens montanhosas. Outras opções incluem Mutianyu, Jinshanling e Simatai, cada um com seus desafios e belezas.

Para uma experiência mais autêntica, os trechos remotos e menos restaurados como Jiankou, Gubeikou e Huanghuacheng oferecem uma imersão na história e na natureza da região.

Os melhores passeios na China

 

Sem dúvida, a Grande Muralha da China é uma viagem inesquecível através do tempo e da natureza. 

Dica top de passeio 

Alguns segmentos da Grande Muralha oferecem experiências noturnas, permitindo que você veja a muralha iluminada sob as estrelas. É uma forma única de apreciar esta maravilha, distante das multidões do dia.

2. Taj Mahal: uma sinfonia de amor em mármore

O Taj Mahal, erguido em Agra, na Índia, é um poema em mármore branco dedicado ao amor eterno.

Construído pelo imperador Shah Jahan em memória de sua amada esposa Mumtaz Mahal, este mausoléu ostenta uma beleza atemporal que transcende culturas e religiões.

Mais do que um feito arquitetônico, o Taj Mahal é um símbolo de devoção eterna. Seus arcos graciosos, minaretes imponentes e jardins exuberantes narram a história de um amor que desafia a morte.

Maravilhas do mundo moderno: Taj Mahal ao nascer do sol. Crédito: Adam Kaz.
Crédito: Adam Kaz – Taj Mahal: uma sinfonia de amor em mármore!

Para se encantar com essa maravilha, é possível partir de Nova Delhi por trem ou carro, aproveitando o clima ameno entre outubro e março.

O complexo monumental, reconhecido como Patrimônio Mundial da UNESCO em 1983, é um verdadeiro oásis de paz e beleza.

Sua construção, iniciada em 1632, mobilizou mais de 20 mil trabalhadores e artesãos durante 20 anos. O resultado? Um conjunto espetacular que inclui o mausoléu, mesquitas, jardins e outros edifícios, em perfeita harmonia com a natureza.

Eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno, o Taj Mahal atrai milhões de visitantes anualmente, que se rendem à sua grandiosidade e à sua história de amor inesquecível.

Os melhores passeios em Agra

 

Organize sua viagem de folga para esse destino memorável e prepare-se para se emocionar com o Taj Mahal, uma obra-prima que celebra o amor em sua forma mais pura!

Dica top de passeio 

Chegue bem cedo para testemunhar o espetacular amanhecer no Taj Mahal. A suave luz do amanhecer refletindo no mármore branco oferece uma visão e fotografia únicas, além de evitar as multidões.

3. Petra: uma viagem no tempo através das rochas

Petra, a “cidade rosa” esculpida nas rochas da Jordânia, é um portal para o passado. Capital do antigo reino Nabateu, este sítio arqueológico revela a engenhosidade e a estética de uma civilização milenar.

Através da estreita fenda do Siq, os visitantes embarcam em uma viagem no tempo, descobrindo intrincados edifícios e túmulos esculpidos nas montanhas.

Para chegar a Petra, a melhor opção é voar para Amã e seguir por terra, aproveitando as temperaturas amenas da primavera ou do outono.

Maravilhas do mundo moderno: Turista na cidade escondida de Petra, Jordânia. Crédito: Rudi Suardi.
Crédito: Rudi Suardi – Petra: uma viagem no tempo através das rochas!

Petra ostenta monumentos em arenito vermelho-rosado que se integram à paisagem árida.

O Siq, o icônico Tesouro, o Monastério, o Teatro Romano, as Tumbas Reais e o Altar dos Sacrifícios são apenas alguns dos pontos imperdíveis.

Explorar Petra exige tempo e disposição: reserve pelo menos dois dias para caminhar pelas trilhas e desvendar seus segredos.

E mais, cavalos, camelos e charretes facilitam o trajeto, enquanto a iluminação noturna à vela cria uma atmosfera mágica.

Os melhores passeios em Amã – Jordânia

 

Petra é um destino único que combina história, arte e aventura em um cenário inesquecível!

Dica top de passeio

Experimente Petra de uma forma mágica, com um passeio noturno à luz de velas. O caminho até o Tesouro iluminado por centenas de velas é uma experiência memorável.

4. Coliseu: símbolo do Império Romano

O Coliseu, majestoso anfiteatro no coração de Roma, é um portal para o passado glorioso do Império Romano.

Testemunha de quase 2 mil anos de história, este monumento imponente celebra a engenharia, a arquitetura e a paixão romana por entretenimento e arte.

Para reviver a grandiosidade da Roma Antiga, basta uma visita ao Coliseu, facilmente acessível via metrô ou ônibus.

A primavera e o outono oferecem a oportunidade de explorar o local em clima ameno e com menos multidões.

Maravilhas do mundo moderno: Coliseu, em Roma, e o sol da manhã, Itália. Crédito: Vwalakte.
Crédito: Vwalakte – Coliseu: símbolo do Império Romano!

Símbolo icônico da Itália e da história romana, o Coliseu, construído no século I d.C., era palco de lutas entre gladiadores, animais selvagens e até batalhas navais, acomodando cerca de 50 mil espectadores.

Hoje, milhões de visitantes se encantam com a grandiosidade do Coliseu a cada ano.

Além de explorar o anfiteatro, é possível conhecer o Fórum Romano e o Palatino, completando a imersão na Roma Antiga.

Para aproveitar ao máximo a experiência nessa que é uma das 7 maravilhas do mundo moderno, recomenda-se comprar ingressos online com antecedência, evitando filas e garantindo acesso ao subterrâneo, onde ficavam as jaulas dos leões, e ao terraço, com vista panorâmica da cidade.

Os melhores passeios em Roma

 

O Coliseu proporciona uma viagem no tempo que conecta o passado ao presente, em um ambiente de pura grandiosidade!

Dica top de passeio

Faça um tour virtual pelo Coliseu antes de visitar. Isso lhe dará uma base histórica que enriquecerá sua experiência ao explorar o anfiteatro pessoalmente.

E para uma compreensão mais profunda da história e da arquitetura do Coliseu, utilize os serviços de áudio-guia disponíveis na entrada. Eles oferecem insights detalhados que enriquecem sua visita.

5. Chichén Itzá: uma viagem fascinante pela cultura maia

Chichén Itzá, um portal para o passado maia, é um complexo arqueológico no México que impressiona pela sua riqueza histórica e arquitetônica.

Dominada pela majestosa pirâmide de Kukulcán, a cidade oferece aos visitantes uma imersão nas tradições e no conhecimento desta civilização ancestral.

A melhor maneira de chegar a Chichén Itzá é através de ônibus ou vans a partir de Cancún, preferindo a primavera ou o outono para evitar o calor intenso do verão mexicano.

Maravilhas do mundo moderno: Turistas visitando a pirâmide de Chichen Itzá no México. Crédito: MStudio Images.
Crédito: MStudio Images – Chichén Itzá: uma viagem fascinante pela cultura maia!

Desvendando os mistérios de Chichén Itzá

  • Pirâmide de Kukulkan: Uma obra-prima da engenharia maia, esta pirâmide de nove níveis é adornada com esculturas de serpentes e representa o calendário solar maia.
  • Templo de Chac Mool: Dedicado ao deus da chuva, este templo apresenta uma estátua reclinada que segura um vaso em seu ventre, símbolo da fertilidade.
  • Observatório Astronômico: Os maias, hábeis astrônomos, utilizaram este observatório para mapear os movimentos celestes e prever eventos importantes.
  • Cenote Sagrado: Um poço natural de águas cristalinas que servia como local de oferendas e sacrifícios aos deuses maias.
  • Jogo de Pelota: Uma arena onde os maias praticavam um esporte ritual com significado religioso, com o capitão do time perdedor possivelmente sendo sacrificado.

Os melhores passeios em Chichén Itzá

 

Chichén Itzá é um destino imperdível para quem busca se conectar com a história e a cultura maia, em uma viagem que combina beleza, mistério e conhecimento.

Dica top de passeio 

Chegue cedo ou visite Chichén Itzá um pouco antes de fechar para evitar as grandes excursões e o calor intenso. A luz suave proporciona uma experiência mais agradável e ótimas fotos.

6. Machu Picchu: conhecendo de fato o Império Inca

Machu Picchu, a “Cidade Perdida” dos Incas, emerge majestosamente nos andes peruanos, um enigma histórico que fascina o mundo.

Descoberta no início do século XX, esta cidadela oferece aos visitantes um vislumbre da complexa e engenhosa civilização Inca.

Maravilhas do mundo moderno: Machu Picchu, no Peru. Crédito: SC Stock.
Crédito: SC Stock – Machu Picchu: conhecendo de fato o Império Inca!

Explorando Machu Picchu

  • Localização e História: Machu Picchu foi construída no século XV, provavelmente como um centro religioso e administrativo do Império Inca. Sua localização estratégica, cercada por montanhas e rios, a tornava um lugar seguro e isolado. A cidade foi abandonada após a invasão espanhola e permaneceu desconhecida até 1911, quando o explorador Hiram Bingham a redescobriu.
  • Arquitetura: A arquitetura de Machu Picchu impressiona pela harmonia com o ambiente natural e pela engenhosidade das técnicas de construção. Os Incas utilizaram pedras talhadas e encaixadas sem argamassa, criando estruturas sólidas e resistentes. Entre os destaques, estão o Templo do Sol, o Intihuatana (relógio solar), a Praça Sagrada, o Templo das Três Janelas e o Templo do Condor.
  • Acesso: Chegar a Machu Picchu é uma aventura em si mesma. Há várias opções de transporte, desde o trem que parte de Cusco ou Ollantaytambo até a famosa Trilha Inca, que dura de dois a quatro dias e oferece paisagens deslumbrantes.
  • Dicas: É recomendável reservar ingressos com antecedência, pois há um limite diário de visitantes. Leve água, protetor solar, chapéu e roupas adequadas para as mudanças de temperatura.

Experiências inigualáveis

  • Trilha Inca: Caminhar pela Trilha Inca é uma experiência única que permite conectar-se com a natureza e a história dos Incas.
  • Inti Raymi: Em junho, durante o solstício de inverno no hemisfério sul, acontece a tradicional festa Inti Raymi, uma celebração da cultura Inca em Machu Picchu.
  • Vistas deslumbrantes: Contemple as paisagens montanhosas e os vales verdejantes que cercam Machu Picchu, um verdadeiro espetáculo natural.

Os melhores passeios em Cusco

 

Machu Picchu é um destino imperdível para quem busca aventura, conhecimento e contato com a cultura Inca. 

Dica top de passeio 

Para uma experiência completa de Machu Picchu, faça a caminhada pela Trilha Inca. Planeje com antecedência, pois os passes são limitados e vendem rapidamente.

7. Cristo Redentor: símbolo da fé, arte e bela paisagem

O Cristo Redentor, majestosamente erguido sobre o Corcovado no Rio de Janeiro, transcende a fé e se torna um ícone da cultura brasileira.

Sua grandiosidade, tanto artística quanto simbólica, o coloca como uma das maravilhas do mundo moderno e um dos monumentos mais visitados do país.

A grandiosidade do Redentor

  • Altura e dimensões: Com 38 metros de altura, incluindo o pedestal, o Cristo Redentor se destaca na paisagem carioca, oferecendo uma vista espetacular da cidade, abrangendo as praias, as florestas e o Pão de Açúcar.
  • História e construção: Inaugurado em 1931, após nove anos de obras, o monumento é considerado a maior estátua Art Déco do mundo e uma das maiores representações de Jesus Cristo.
  • Simbolismo: O Cristo Redentor representa a fé e a religiosidade do povo brasileiro, além de ser um símbolo de paz e acolhimento aos visitantes.
Maravilhas do mundo moderno: Pôr-do-sol no Cristo Redentor no Rio de Janeiro, Brasil. Crédito: Cristian Lourenço.
Crédito: Cristian Lourenço – Cristo Redentor: símbolo da fé, arte e bela paisagem!

Planejando sua visita

  • Acesso: O acesso ao Cristo Redentor pode ser feito por trem, vans oficiais ou a pé, através da Trilha do Corcovado.
  • Melhor época para visitar: De abril a setembro, quando o clima mais fresco oferece uma experiência mais confortável e a visibilidade é mais clara.
  • Dicas: Use roupas e calçados confortáveis para caminhadas, leve água e protetor solar.

As melhores impressões

  • Vista panorâmica: Contemple a vista espetacular da cidade do Rio de Janeiro do alto do Corcovado, apreciando as praias, as florestas e o Pão de Açúcar.
  • Visita ao interior da estátua: Explore o interior do Cristo Redentor e admire a estrutura monumental por dentro.
  • Trilha do Corcovado: Para os amantes de aventura, a Trilha do Corcovado oferece uma caminhada desafiadora e gratificante até o topo do morro.

Os melhores passeios pelo Rio de Janeiro

 

O Cristo Redentor é um destino inesquecível para quem busca fé, arte, cultura e paisagens deslumbrantes.

Dica top de passeio 

Visite o Cristo Redentor ao entardecer para apreciar um dos pôr do sol mais bonitos do mundo, com vistas panorâmicas do Rio de Janeiro se transformando sob a luz dourada.

Conhecendo as maravilhas do mundo moderno

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno são mais do que apenas monumentos grandiosos.

São pontes entre o passado e o presente, janelas para diferentes culturas e testamentos da capacidade humana de criar obras de arte e engenharia que desafiam o tempo.

Elas servem como um legado para as gerações futuras, inspirando a criatividade, a inovação e a preservação da história.

Através delas, podemos aprender com o passado, celebrar a diversidade cultural e construir um futuro mais rico e conectado.

Ao visitá-las, conectamo-nos com a alma de diferentes civilizações e testemunhamos a grandeza daquilo que o ser humano é capaz de realizar.

Que estas maravilhas inspirem a busca por um mundo mais belo, criativo e harmonioso!

FAQ sobre viagens para 7 maravilhas do mundo moderno

Planejando uma viagem para conhecer algumas das maravilhas mais espetaculares do mundo moderno?

Este FAQ foi preparado para esclarecer dúvidas comuns e fornecer informações essenciais para visitantes das 7 maravilhas do mundo moderno.

Seja para desvendar os mistérios de antigas civilizações, admirar estruturas arquitetônicas impressionantes ou explorar paisagens naturais de tirar o fôlego, aqui você encontrará dicas práticas para aproveitar ao máximo sua aventura.

Maravilhas do mundo moderno: Casal pesquisando viagem. Crédito: Simona Pilolla.
Crédito: Simona Pilolla – Informações essenciais para sua próxima viagem!

É necessário guia para visitar Petra?

Sim, embora não seja obrigatório, contar com um guia pode enriquecer sua visita a Petra, oferecendo insights históricos e culturais.

Quais os requerimentos de entrada para a Índia para visitar o Taj Mahal?

Visitantes estrangeiros precisam de um visto de turismo, que pode ser solicitado online antes da viagem.

Posso visitar a Grande Muralha da China em qualquer época do ano?

Sim, mas as estações de primavera e outono são recomendadas devido às temperaturas mais amenas e ao menor número de turistas.

Como posso evitar multidões ao visitar o Coliseu em Roma?

Comprando ingressos antecipadamente e escolhendo visitar bem cedo pela manhã ou durante os dias de semana pode ajudar a evitar grandes multidões.

Existem limitações de acesso para a Trilha Inca para Machu Picchu?

Sim, a Trilha Inca tem um número limitado de visitantes permitidos por dia, e é necessário reservar com antecedência.

Passagens aéreas baratas para destinos maravilhosos

>

Fontes: Skyscanner; Civitatis; Vida Cigana; uTimeOff; OcioYa.

Erico Gomes

Aqui no dfolga.com a ideia é relaxar, se divertir e aproveitar cada momento com as melhores dicas sobre o que fazer no tempo livre. Além disso, nosso portal traz diversas atualizações que ensinam como turbinar os dias de folga sem nenhuma complicação!
0 0 votos
Classificação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Comentários embutidos
Ver todos os comentários
Botão Voltar ao topo
plugins premium WordPress
Fechar

Adblock detectado

Olá!Percebemos que você está usando um bloqueador de anúncios em nosso site. Embora entendamos que você queira ter uma experiência livre de anúncios, gostaríamos de lembrar que os anúncios são uma das principais fontes de receita que nos permitem continuar oferecendo conteúdo de qualidade gratuitamente. Ao desativar seu bloqueador de anúncios em nosso site, você nos ajuda a manter nossa operação funcionando e nos permite continuar oferecendo um serviço de qualidade a todos os nossos usuários.Agradecemos sua compreensão e apoio contínuo!